Vários atendimentos complexos, uma regra para a solução: foca no cliente!

Na Qualitor, a aplicação de tempo, atenção, análise, pessoas e tecnologia à melhoria contínua da plataforma e, principalmente, da jornada e experiência de nossos clientes é um fator permanente.
 
Na news de hoje, vamos abordar alguns dos atendimentos mais complexos que nos surgem, desafiando nossos profissionais a inovarem e evoluírem constantemente métodos e soluções.
 
Conforme nosso gerente de Serviços e SuporteDante Michelon, um dos atendimentos mais complexos que surgem é o desempenho insatisfatório da plataforma no cliente.
 
“É uma avaliação que envolve muitas variáveis e hipóteses, que dificultam o diagnóstico. Há diversas coisas que podem influenciar no cenário, e nem sempre todas elas são trazidas à tona pelos usuários. Assim, buscamos levantar os dados iniciais, para eliminar hipóteses, e então isolar variáveis: troca da infraestrutura, reinstalação da aplicação, entre outras. Com isso vai-se identificando o problema e buscando a solução”, ressalta Dante.
 
Uma busca que passa pela avaliação criteriosa dos sintomas, utilizando técnicas como 5W2H, pela coleta de dados para comparação futura, por testes que analisam uma variável por vez e pelo recebimento de sugestões de terceiros sobre prováveis causas e soluções. Informações são cruzadas e as que não ajudam na investigação, descartadas.
 
Outro atendimento de alta complexidade são eventos esporádicos. Afinal, quem disse que TI é uma ciência exata?
 
“Muitas vezes acontecem eventos que ocorrem isoladamente e, por mais que se repita a mesma operação, o evento não se confirma. Ocorre muito de nunca mais voltarem a acontecer, inclusive”, relata Dante. “Com isso, é difícil para o analista identificar quais outras possíveis variáveis podem ter influenciado no cenário no momento do erro, pois já ficou no passado e o ambiente se alterou”, completa.
 
Os eventos sem simulação também requerem muita atenção por parte da Qualitor. Isto porque ocorrem repetidamente, mas por mais que se tente, não se consegue simular a situação causadora do erro. E sem a repetição da situação, mesmo rastreando todo o código, não é possível saber se determinada correção teve ou não efeito.
 
“É como achar uma agulha num palheiro. A solução muitas vezes passa pelo processo de tentativa e erro, que consiste em corrigir e monitorar por uma possível nova incidência da falha, que pode ocorrer logo em seguida, depois de muito tempo, ou nunca mais”, avalia nosso gerente.
 
Outro ponto que acende o alerta entre nossa equipe é a simulação complexa. Em alguns casos, por mais que se repita a configuração de um cenário em uma base de testes, não é possível reproduzir o erro relatado pelo cliente no laboratório Qualitor.
 
Mas por que isso ocorre? Possivelmente devido a alguma variável específica do ambiente do cliente, que influencie diretamente o funcionamento da plataforma, e por isso muitas vezes é preciso ir lá na empresa fazer os testes para identificação do erro.
 
Por fim, mas não menos complexas, existem as correções que revelam erros ocultos.
 
“Uma correção para uma determinada situação pode ter sido bem executada, mas aparentemente o erro persiste, ou muda o sintoma. Ocorre que, em alguns casos, o erro estava em mais de um ponto do sistema e somente após a correção de uma primeira situação, emerge um segundo erro que estava oculto, mas só veio à tona por conta do avanço da primeira correção”, explica Dante.
 
Se você achou tudo isso bem complexo – e é mesmo -, saiba que há, ainda, situações que juntam todos estes cenários no mesmo incidente. Por isso é que mantemos nossas cabeças sempre na ativa análise da plataforma e de seu funcionamento em nossos clientes, afinal, os desafios não são poucos, mas a dedicação para manter tudo sempre em dia, funcionando a favor dos negócios das empresas, também não!
 
“Buscamos sempre atender às ocorrências, sejam quais forem, dentro do menor tempo possível, para minimizar os impactos no negócio do cliente”, finaliza Dante.
 
Agora que você já viu quais são nossos 5 tipos de atendimento mais complexos, vamos te antecipar outra informação: na news da semana que vem, falaremos sobre como outra área aqui da Qualitor, o Customer Success, contribui diretamente para entender demandas, situações, oportunidades de melhoria e para ajudar na construção de soluções que tornem a experiência de quem usa nossa plataforma mais satisfatória.
 
Nosso gerente de Sucesso do ClienteChristian Oliveira, trará ações que realizamos para entregar uma plataforma cada vez melhor, e com elas você verá que, de verdade, a Qualitor foca no cliente!

Sabia que o foco no cliente, que está entre os temas de nossa news de hoje, pode te fazer lucrar até 60% a mais?
É verdade, segundo uma pesquisa da consultoria Deloitte. O estudo afirma que empresas que dedicam estratégias a analisar as demandas, problemas e entregar soluções com rapidez a seus consumidores, gerando uma relação de contínua melhoria da experiência, tendem a crescer e obter lucro no percentual que acabamos de citar, em relação aos competidores que não fazem isso.

Não por acaso, multinacionais como Amazon e Apple trabalham com uma cultura centrada em seus usuários. E o resultado desta estratégia nestas companhias fala por si.
Não é preciso ser um gigante para investir no cliente: tudo começa por uma cultura, um mindset, de foco nele, em suas dores e nas soluções que é possível ofertar para saná-las. É um exercício de gestão muito válido e, certamente, muito promissor.

Não é só aroma e sabor que as ervas trazem para nosso dia a dia: especialmente no verão, sob o calor tórrido, elas agregam benefícios como aumentar salivação e ajudar na digestão, sem falar que são ricas em vitaminas e minerais.
Uma erva muito bem-vinda nesta estação é o alecrim, que tem propriedades antiespasmódicas, reduzindo estufamento por gases. Perfeito para aquele pós-feijoada do domingo.

Um tanto quanto polemico, o tomilho divide opiniões entre quem ama ou odeia, mas tem benefícios ótimos: é expectorante, pode ser auxiliar em gripes, resfriados e tosses, e também ajuda a combater infecções microbianas.
A sálvia, por sua vez, tem ação cicatrizante, antioxidante e contribui para melhorar a memória. Também pode ser usada por quem sua demais, ajudando a diminuir a hiperidrose.

Seja no tempero, na salada ou no chá, usar as ervas a seu favor é a cara desse verão.

Por mais que você não tenha problemas respiratórios, melhorar a capacidade deste sistema em seu organismo é uma ótima pedida para sua saúde, disposição e longevidade.

A melhor maneira de fazer isso é com atividade física. Exercícios aeróbicos são muito indicados, como corrida, natação, ciclismo, tênis, futebol, entre outros, além de atividades que trabalham o foco e a consciência corporal, como yoga e pilates.

O crescimento e popularização da inteligência artificial ameaçam a capacidade e atuação humana? Não de acordo com este livro: nele, o autor sugere que crer nisso é algo autodestrutivo, e propõe um estudo da IA aplicada ao universo dos games, destacando que esta exige uma imersão corretiva na própria história da tecnologia e da indústria do setor, em busca de uma ciência mais real, mais focada no humano, e que não despreze a mente ante a TI, mas entenda que a IA vem para transformar, e não para excluir.

Share This
×