transformação digital a fórceps

Transformação digital a fórceps: como a crise está impactando as empresas

A crise gerada pelo novo coronavírus está promovendo uma série de impactos às empresas, sobretudo as off-line. Muitas tiveram que fechar suas portas ou viram a demanda pelos seus bens e serviços declinar. Isso estimula uma transformação digital a fórceps.

Sendo assim, as empresas têm duas opções: apostar em soluções digitais (como trabalho remoto e vendas pela internet) ou aceitar resultados negativos. Como ninguém quer ficar no vermelho, a transformação digital parece o caminho mais apropriado.

Nos tópicos seguintes, vamos explicar quais são os principais impactos da crise, as principais mudanças de organizações não digitais e como dar os primeiros passos. Confira!

Os impactos da crise do coronavírus nas empresas

A crise ligada à pandemia do coronavírus tem muitos impactos negativos. Prova disso é que 600 mil negócios fecharam as portas e 9 milhões de funcionários foram desligados, segundo dados da CNN Brasil. Esses números são avassaladores e podem se tornar ainda piores.

O primeiro impacto às empresas está na possibilidade de manter as portas abertas. Muitas cidades decretaram o fechamento do comércio e a paralisação de atividades não essenciais, o que afetou o funcionamento off-line de uma enorme quantidade de negócios.

Outro problema está na queda drástica da demanda. Como o distanciamento social é recomendado, muitas pessoas evitam ir às compras, e o volume de vendas é imediatamente afetado. Logo, ainda que abertos, os estabelecimentos têm dificuldade de comercializar.

Um terceiro problema está no nível de entrega. Se as portas estão fechadas e a demanda física pelo produto caiu, como sustentar os resultados da empresa? Alguns acreditam que a única alternativa é esperar o período negativo passar — o que não é exatamente verdade.

Para superar esses três desafios (o fechamento, a queda da demanda e a baixa entrega) a transformação digital é a melhor alternativa. As empresas, mesmo aquelas que, até então, só operavam fora do universo digital, precisam abraçar o mundo on-line. Entenda mais nos tópicos seguintes.

As mudanças drásticas para empresas não digitais

A obra “origem das espécies”, de Charles Darwin, foi publicada em 1859. Sua premissa geral é razoavelmente simples: existe um processo de seleção natural, no qual apenas as espécies mais bem-adaptadas sobrevivem. No mundo dos negócios, hoje, há um processo de seleção, e empresas não digitais terão dificuldade para sobreviver. Veja, adiante, as mudanças-chave.

Trabalho remoto em home office

Como as empresas estão fechadas, a rotina física do trabalho teve que ser mudada. Os talentos não podem mais “bater o ponto” dentro da organização, sentar em suas mesas e produzir. É preciso pensar em alternativas digitais.

Então, o trabalho remoto, feito de casa (home office), ganhou destaque. Mesmo empresas que nunca tiveram contato com esse tipo de realidade estão tendo que se ajustar, passo a passo, seja para fazer uma reunião on-line ou manter determinados processos.

Fontes digitais para geração de receita

Outra mudança foi a criação de fontes digitais de receita. Pense na fonte de receita como o canal que permite que o dinheiro entre no caixa da sua empresa. Em negócios off-line, essa fonte era estritamente física. Mas com a crise do coronavírus, o que tem mudado?

As empresas estão tendo que descobrir formas de monetizar pela internet. Isto é, criar canais digitais para que o dinheiro chegue até o seu caixa. Isso pode ser uma venda por redes sociais ou e-commerce, por exemplo. De qualquer forma, tem sido uma mudança drástica.

Digitalização dos processos diários

Há uma série de processos que permitem o funcionamento de uma empresa. Um exemplo simples: a impressão, assinatura e entrega de um documento ao setor financeiro. O ponto é que, após o coronavírus, muitos desses processos precisaram ser digitalizados.

Nesse caso, as empresas estão tendo que abraçar mecanismos capazes de viabilizar processos digitais, como softwares ERP avançados, sistemas que oparam na nuvem e que permitem o armazenamento de grandes volumes de dados.

Formulação de políticas digitais

O mundo on-line tem diferenças significativas em relação ao off-line. Por exemplo, o funcionário não precisa trabalhar uniformizado ou bater o ponto eletrônico. O problema é que essas diferenças podem criar descompassos que afetam a companhia.

Logo, outra mudança tem sido a criação de políticas para o trabalho digital. O que é adequado e inadequado ao trabalho? Até que ponto determinadas ações são permitidas? O recomendado é que essas políticas sejam criadas pelos setores de RH e TI, juntos.

As formas de lidar com essa transformação digital a fórceps

Tendo em vista as principais mudanças e impactos da crise do coronavírus, é fácil constatar que há uma transformação digital a fórceps. Ou seja, as empresas estão tendo que adaptar os seus processos ao mundo digital, ainda que, a priori, isso não fosse planejado.

O ponto é: já que a transformação digital é uma realidade que se impõe, como tirar o máximo de proveito dela e garantir que o seu negócio seja vencedora?

Em primeiro lugar, é preciso contar com a ajuda de um bom software. Um sistema de ponta pode facilitar o seu contato digital com os clientes, criando um fluxo de trabalho diário fluido e preciso. Assim, será possível manter em funcionamento os processos básicos.

Outro passo importante é capacitar e alinhar os times de trabalho. Todos os profissionais devem ter recursos para trabalhar digitalmente (como máquinas e expertise), e também devem se sentir estimulados para isso. Assim, poderão manter a entrega diária.

Também é preciso estar próximo dos clientes, criando e oferecendo alternativas digitais capazes de suprir as suas necessidades. Essa entrega pode ser feita ao utilizar as redes sociais ou plataformas digitais (e-commerce) bem ajustadas ao seu modelo de negócios.

Por fim, é preciso investir em programas de melhoria contínua. Pense na transformação digital como algo feito em pequenos ciclos de planejamento, execução e controle. Isso faz com que as mudanças sejam adotadas e, aos poucos, expandidas e aprimoradas.

Agora que você está por dentro do assunto, sabe como a crise do coronavírus está impactando a sua empresa e por qual razão a transformação digital a fórceps precisa ser bem manipulada em seu empreendimento. Dessa forma, os seus resultados serão superiores.

E então, gostou do nosso artigo? Aproveite para aprender mais conosco. Basta assinar nossa newsletter e receber as novidades diretamente em seu e-mail. Vamos lá!

 

Share This