Neste post, você entenderá o que é o centro de serviços compartilhados, conhecerá as vantagens que ele pode trazer para a sua empresa e descobrirá como ele auxilia a gerar maior competitividade. Acompanhe!

Afinal, o que é o centro de serviços compartilhados? Entenda!

Vivemos em um mundo voltado cada vez mais para a tecnologia, e isso gera mais interesse das empresas em se adequar à maneira como a sociedade lida com esses artifícios que facilitam a vida e a comunicação.

Mesmo que as máquinas ainda não tenham dominado por completo, a automação já é uma realidade de grande parte do setor empresarial, buscando sempre otimizar processos e melhorar a qualidade de produtos e serviços.

No Brasil, parte dessa evolução tecnológica dentro das empresas iniciou nos anos 90, mas teve um grande salto a partir de 2008 devido à crise econômica da época, já que naquele momento as empresas precisavam modificar sua maneira de agir dentro do mercado e adotar alternativas para se manterem competitivas.

Neste post, você entenderá o que é o centro de serviços compartilhados, conhecerá as vantagens que ele pode trazer para a sua empresa e descobrirá como ele auxilia a gerar maior competitividade. Acompanhe!

O que é o Centro de Serviços Compartilhados (CSC)?

Nesse cenário anteriormente descrito é que surge o Centro de Serviços Compartilhados (CSC), que é mais um artifício para a integração das empresas, viabilizando a elaboração de estratégias e tomada de decisão da gestão.

Acontece que quando há essa junção entre atividades como contabilidade, recursos humanos, logística, tecnologia da informação, entre outras áreas, torna-se muito mais fácil para o gestor avaliar e gerenciar medidas eficazes para cada ação desejada.

Dessa maneira, ao ser implantada nas entidades, traz retornos positivos na racionalização de processos e na velocidade das operações. Esse tipo de ferramenta centraliza os setores para que, a partir disso, haja maior desempenho na realização de atividades, aumento de produtividade, economia de recursos e redução de custos.

Uma boa maneira de melhorar os resultados do seu negócio é investir no centro de serviços compartilhados nas organizações. Então, se você achou esse assunto interessante, continue a leitura.

Quais são as vantagens do centro de serviços compartilhados?

A partir do momento em que o centro de compartilhamento é adotado dentro das empresas, ele passa a desenvolver uma nova dinâmica dentro dela e, quando isso é bem recepcionado pelos colaboradores e gestores, traz vantagens para a organização.

Principalmente, para as unidades que são diversificadas geograficamente (situadas em cidades ou estados diferentes) ou para aquelas que têm ampla diversificação de produtos e serviços.

Torna-se útil pelo principio da integração, tendo em vista que algo muito amplo tende a levar os processos a uma burocracia demorada na hora de tomar decisões que envolvam mais de um setor dentro da empresa.

O objetivo é ter na centralização a velocidade desejada para a execução de processos, e isso reflete positivamente desde a produtividade até o momento de pós-venda com o consumidor.

Mas vamos entender um pouco mais sobre alguns pontos que a central de serviços compartilhados atua e impacta de maneira eficiente.

Menores custos

Toda e qualquer empresa busca por redução de custos e otimização de lucros, e isso é a principal justificativa para implantar o CSC, já que ele possibilita a otimização das atividades exercidas, deixando-as mais centralizadas.

Quando isso acontece é possível reduzir a quantidade de processos e de profissionais envolvidos, já que as atividades são interligadas de maneira mais consistente e de fácil comunicação.

A partir daí, a empresa consegue realocar profissionais, motivá-los, explorar talentos disponíveis e potencializar resultados.

Produtividade

Com a integração e padronização de atividades é possível obter resultados de alto valor, reduzir falhas e aumentar a velocidade operacional.

Todavia, o melhor de tudo é o quanto isso reflete na equipe de trabalho, pois a comunicação no ambiente interno entre os colaboradores aproxima a gestão administrativa do operacional.

Dessa forma, é possível aplicar regras de liderança em que a motivação é o pilar primordial e reflete diretamente na produtividade, algo que reflete diretamente nos resultados da empresa.

O processo de implantação do centro de serviço compartilhado inicia com o diagnóstico de necessidade, obtendo informações importantes sobre a estrutura organizacional, sistema de informação e fluxo de atividades.

Feito isso, é traçado o perfil completo da empresa, identificando os setores problemáticos, em que serão aplicadas estratégias de canalização e de alavancagem da produção.

Competitividade

Em um mercado de livre concorrência é preciso achar maneiras de se sobressaltar sobre os demais, e a maioria dos centros de serviços compartilhados conseguem trazer diferencial nesse quesito.

Essa ferramenta faz pesquisa de satisfação entre os clientes internos e, a partir desses resultados, é possível saber o ponto certo para melhorar e aprimorar as operações.

Ser competitivo no mundo dos negócios é estar um passo à frente das outras empresas, e a melhor maneira de se destacar é procurar entender sobre o que o público-alvo deseja e como ele se sente em relação ao serviço prestado.

Com essa ferramenta mapeando e controlando as atividades da organização, é possível otimizar a qualidade dos produtos, serviços e atendimento ao cliente.

Como gerar mais competitividade por meio do centro de serviços compatilhados?

O centro de serviços compartilhados traz uma maior competitividade para a empresa por conta dos benefícios que destacamos anteriormente, tais como a redução dos custos, por exemplo. Dessa forma, a organização consegue melhorar o valor do serviço que passa para o cliente, tornando-se assim mais competitiva diante das outras empresas do mercado.

Outra maneira de melhorar a competitividade é por meio do aumento da produtividade que o uso do centro de serviços compartilhados traz. Afinal, uma produtividade maior vem de uma melhor gestão, da redução de custos e da melhor alocação das habilidades dos funcionários.

Uma produtividade maior implica em menores custos. Como falamos anteriormente, com um custo menor, a empresa tem condições de melhorar o valor do produto para o consumidor final, aumentando assim os seus lucros e gerando uma boa percepção diante do cliente, o que aumenta sua satisfação.

Gostou do nosso conteúdo? Então aproveite e deixe um comentário nos contando o que achou mais interessante, tire dúvidas ou diga-nos quais outros assuntos você quer ver por aqui. É simples, rápido e de graça. Venha fazer parte da nossa comunidade e ficar por dentro de tudo o que acontece aqui no blog Qualitor.

Share This
×