Entenda aqui como melhorar sua gestão de equipes de TI

Transformação Digital trouxe um novo entendimento sobre a TI nos negócios. De setor de apoio, esta área passou a ser estratégica, e com isso os times pularam do escopo unicamente técnico para uma abordagem mais engajada aos objetivos de negócio.
 
Assim, além de lidar com chamados, o que é parte recorrente da rotina, as equipes de TI passaram a ter participação nos processos de tomada de decisão, e com isso gerir um time desta área tornou-se uma responsabilidade ainda maior, que envolve não só organização e controle, mas também a busca pela otimização do trabalho e das entregas, possibilitando integração real e eficaz do setor com outras áreas da empresa.
 
Como fazer isso? É um assunto complexo, extenso, mas trazemos alguns highlights:
 
– Estabeleça processos e práticas sólidas e responsáveis, que priorizem o bom andamento das demandas do setor;
– Priorize ações e processos focados no aumento da produtividade;
– Adote métodos e ferramentas que auxiliem na redução de erros e retrabalho;
– Otimize a comunicação da TI com as áreas de negócio;
– Busque soluções para reduzir o tempo de entrega das demandas;
– Defina metas individuais e coletivas;
– Organize reuniões periódicas com a equipe, analise os processos atuais, monitore produtividade e resultados;
– Trabalhe com feedbacks regulares;
– Ofereça treinamentos regulares e pontuais;
– Invista na metodologia ágil;
– Organize o atendimento da área, com atenção especial aos tickets em aberto.
 
Nada disso é simples, e para te ajudar a entender melhor cada ponto, criamos um e-book gratuito, que você pode baixar aqui.
 
Além disso, confie na tecnologia. Ela é sua aliada para tornar o trabalho da TI mais ágil, eficiente e organizado, auxiliando na busca por melhores resultados. O Qualitor conta com recursos específicos para gestão de atendimento em TI, ajudando a padronizar, sistematizar e promover melhorias constantes, contando com o respaldo de certificação internacional em 5 processos ITIL pela Pink Elephant, autoridade certificadora com abrangência global.

Sabia que, segundo o Gartner, os investimentos mundiais em TI somarão cerca de US$ 4,5 trilhões em 2022? O número representa uma alta de 5,1% em relação a 2021 e é mais um grande indicativo da importância deste setor para o crescimento dos negócios das mais diversas verticais.
 
Neste universo, o segmento de serviços de TI deverá ficar com fatia de US$ 1,3 trilhão, aumento de 7,9% sobre o ano passado, e, dentro disso, a área de TI aplicada à consultoria de negócios deverá crescer 10%.
 
Os números não mentem: a TI tomou seu lugar irrefutável na estratégia de negócios, e investir na gestão deste setor é, definitivamente, um investimento direto no sucesso da empresa.

Da cor da saúde
 
Prática, saborosa e muito fácil de encontrar, a maçã é uma das frutas mais presentes na alimentação brasileira. Nutritiva, ela é rica em vitamina C, sais minerais como cálcio, fósforo e potássio, além de fibras e quercetina, um poderoso antioxidante.
 
Uma maçã por dia pode melhorar a função cerebral, prevenir problemas cardiovasculares, diminuir o risco de diabetes, reduzir a possibilidade de sofrer cânceres de pulmão, intestino, boca, sistema digestivo e mama, além de combater a asma, segundo estudo da California State University.
 
Que tal aumentar o consumo desta fruta tão benéfica? Vale a pena!

Chega de bagunça
 
No home office, um ambiente bagunçado pode gerar ansiedade, stress, dificultar o encontro de itens necessários e reduzir o foco e a produtividade. Para evitar isso, siga algumas dicas.

Descarte o que não usa. Doe, venda ou jogue fora. Já o que ficar, organize em caixas, potes, cestos, gavetas ou armários. Busque separar objetos da mesma família, como materiais de trabalho e de higiene, por exemplo, e coloque-os todos próximos. Delimite espaço entre as coisas de cada grupo e procure manter a ordem criada, evitando que a bagunça retorne.
 
Com estes pequenos passos, sem dúvida seu ambiente ficará mais aconchegante e seu dia, mais agradável.


Dica de livro
Friction fatigue: o que o fracasso da propaganda significa para as marcas com foco no futuro
 
O ‘big advertising, possibilitado por plataformas como Google e Facebook, atingiu patamares extremos. Ao ponto de os consumidores contra-atacarem com bloqueadores de anúncios, assinaturas sem anúncios e chamadas para regular o alcance excessivo da propaganda.
 
Então, como ficará o marketing no futuro próximo? O especialista em marketing Paul Dyer escreveu este livro para tratar do que chama de nova curva da publicidade, demonstrando o novo cenário das mídias, os possíveis atritos com o público e a disrupção acelerada pela pandemia.

Não deixe de ler.

Share This
×