Conhecimento

Deep learning nos chatbots: como funcionam e quais as vantagens?

Escrito por Geraldo Guazzelli

Precisamos remeter a uma das mais fortes tendências tecnológicas da atualidade para entendermos o conceito de Deep Learning — aprendizado de máquina, ou aprendizado automático, Machine Learning (ML). Em sua concepção, o Deep Learning Chatbot opera da mesma maneira, uma vez que computadores e dispositivos conectados “aprendem” enquanto são utilizados, sem que pareçam programados.

Provavelmente, você já ouviu falar sobre redes neurais. Elas também estão diretamente ligadas ao aprendizado de máquina. Por exemplo, as redes neurais propiciaram a melhora considerável das buscas na web e também o aprendizado automático utilizado para a criação de carros automáticos no passado.

Nos dias de hoje, o Deep Learning Chatbot consiste em aliar a técnica que vem ganhando cada vez mais força dentro desse universo com a solução que usa inteligência artificial no atendimento ao cliente.

Neste post, você entenderá o que é Deep Learning e como ele funciona na prática. Assim como os motivos e benefícios de utilizá-lo na construção de Chatbots mais inteligentes. Acompanhe!

O que é Deep Learning?

Para simples compreensão, Deep Learning (aprendizagem profunda) é um tema de destaque em inteligência artificial.

Nesse sentido, podemos classificá-lo como uma subcategoria de aprendizado de máquina que se refere a oportunidades de aprendizagem profunda. Isso se dá por meio do uso de redes neurais com o intuito de melhorar as coisas, tais como visão computacional, reconhecimento de fala e processamento da linguagem natural.

Em outras palavras, é um termo que abrange uma abordagem específica para a formação e a construção de redes neurais, que têm sido desenvolvidas e aprimoradas desde a década de 50 e hoje são aplicáveis para diversos fins, sobretudo nos negócios, indústrias de segmentos como educação, saúde, segurança, e-commerce, entre outras.

Para exemplificar, o Deep Learning é a tecnologia base para ferramentas como o Google Translate (Google Tradutor) e o Cortana (assistente personalizado da Microsoft).

Resumindo, as máquinas agora traduzem voz em tempo real e reconhecem objetos. Dessa forma, a inteligência artificial torna-se, de fato, inteligente e aplicável no dia a dia, graças ao Deep Learning.

Como funciona o Deep Learning?

De forma técnica, o Deep Learning “treina” um modelo computacional com o objetivo de permitir que ele decifre uma linguagem natural. Uma vez que ele é alimentado com uma infinidade de dados, o modelo relaciona palavras e termos para deduzir significados.

Atualmente, os computadores já estão previamente “ensinados” a responder questões sobre seu conteúdo e a fazer a leitura de documentos, porém as bases de conhecimento estão limitadas pelo tamanho dos mesmos.

Contudo, o Deep Learning aparece para permitir que os sistemas façam uso de uma quantidade maior de linguagem natural, uma vez que o número de algoritmos online não para de crescer. Isso concede às máquinas um entendimento mais profundo de temas universais.

Assim, a abordagem dos algoritmos do tipo Deep learning é inovadora, pois dispensa grande parte do pré-processamento e, automaticamente, gera propriedades constantes em suas camadas hierárquicas de representação.

Ao fazer uso de várias camadas de processamento de dados não lineares, desenvolvedores de software, engenheiros e cientistas de dados conseguem obter uma representação abstrata e complexa das informações de forma hierárquica.

Portanto, a ideia básica dos algoritmos do tipo Deep Learning é o empilhamento de várias camadas de dados sensoriais (por exemplo, pixels de imagens), que são alimentados na primeira camada. Nesse sentido, a saída de cada uma delas torna-se a entrada da camada seguinte.

Por que utilizar o Deep Learning na construção de chatbots mais inteligentes?

Cada vez mais, as pessoas optam por se comunicar com as marcas por meio dos canais online. Pensando nisso, o Facebook disponibilizou o chatbot para o Messenger com o objetivo de otimizar a comunicação entre as empresas e as pessoas há pouco mais de um ano.

Nesse sentido, é possível programar os bots em favor do atendimento para responder às dúvidas mais frequentes dos usuários e até ajudá-los sobre como efetuar a compra de um produto ou serviço, entre outras excelentes funcionalidades que alavancam as vendas.

Então, as empresas que estão no ambiente online e já perceberam o intenso movimento do mercado em relação à tecnologia Deep Learning Chatbot não ficam para trás e adotam essa solução inovadora.

Quais os benefícios da união Deep Learning Chatbot?

Entenda alguns benefícios que o uso do Deep Learning Chatbot traz para a sua empresa:

  • automatização da comunicação com o cliente por meio de respostas instantâneas que atendam às suas necessidades;

  • contribuição para otimizar ações de marketing e vendas. Por exemplo, o bot sugere aos clientes a compra de determinados produtos ou serviços com base em suas buscas;

  • redução dos custos operacionais, uma vez que você não precisa ter uma grande equipe para sanar dúvidas dos clientes e resolver problemas cotidianos. Assim, o assistente virtual fica responsável por essas tarefas, enquanto sua equipe reduzida resolve casos mais complexos;

  • os usuários não precisam fazer download de um chatbot ou aguardar o carregamento da ferramenta para interagir em conversas com ela;

  • tecnologia simples de usar.

Como escolher uma ferramenta que possua machine learning?

Para definir qual a ferramenta adequada, todos os profissionais de TI que atuam ou pretendem atuar com Big Data obrigatoriamente devem conhecer as aplicações e o conceito de Deep Learning.

Porque, como já citamos, esta abordagem une o avanço da computação com tipos especiais de redes neurais para que as máquinas “aprendam” padrões complexos em quantidades exponenciais de dados.

Dessa forma, busque por empresas grandes e confiáveis de software que estão investindo de maneira pesada na construção de ferramentas com capacidade de aprendizagem profunda e incorporando-as em suas soluções.

Como aplicar Deep Learning Chatbot nas estratégias da empresa?

A aplicação do Deep learning Chatbot para alavancar os resultados da empresa acontece em várias oportunidades:

  • melhoria da experiência do usuário nos resultados de suas pesquisas online;

  • otimização de campanhas de anúncios em tempo real (aplicativos móveis e sites);

  • análise de sentimentos por meio de textos (redes sociais, principalmente);

  • aprimoramento das ofertas em e-commerces por meio da análise da navegação do cliente;

  • prevenção de falhas em equipamentos diversos;

  • beneficiamento da precificação por meio da análise do comportamento do consumidor nas lojas virtuais;

  • detecção de fraudes;

  • acusação de invasões de rede (inclusive as orquestradas em massa);

  • reconhecimento de imagens e padrões;

  • filtragem de spams nos e-mails.

Por fim, não deixe de contar com as inúmeras vantagens que o Deep Learning Chatbot proporciona para o seu negócio. Afinal de contas, você não pode deixar sua gestão ficar para trás no que diz respeito às inovações do mercado.

Agora que você já se inteirou sobre o Deep Learning Chatbot, que tal entender se o uso de chatbots deve ser padronizado ou personalizado?

Sobre o autor

Geraldo Guazzelli

Deixar comentário.

Share This