como estimular a criatividade

Veja 11 excelentes dicas de como estimular a criatividade na empresa

Sua empresa tem um ambiente e colaboradores criativos? Independentemente da resposta, o fato é que isso deve ser estimulado constantemente, em especial, por meio da curiosidade. Em outras palavras, o profissional curioso tende a inovar e ser criativo na busca de soluções para problemas cotidianos da companhia.

Sem dúvida, você deseja e muito crescer como empresa e obter ou aprimorar os diferenciais competitivos, não é mesmo? Saiba que isso tem relação direta com a curiosidade, sendo que essa é uma porta aberta para o conhecimento. Continue a leitura até o final e confira dicas de como estimular a criatividade na empresa e as vantagens disso!

11 dicas para estimular a criatividade na empresa

1 – Faça brainstorm

Traduzindo para o português, o termo brainstorm significa tempestade de ideias. Portanto, quando essa prática é adotada, a equipe passa a dar ideias para resolver uma situação específica, sendo algo mais efetivo do que um colaborador pensando de forma isolada. Ainda que muitas sugestões não sejam implementadas posteriormente, o simples fato de o colaborador ter essa autonomia já ajuda bastante a desenvolver o seu senso criativo.

2 – Dê liberdade, mas com limites

A descontração, o humor e a autonomia no trabalho dos colaboradores são importantes para a criatividade, desde que haja limites. Tudo é uma questão de experimentar, de modo a avaliar o que deu certo, o que pode ser melhorado e o que, de fato, não deve continuar sendo praticado na empresa.

3 – Desenvolva uma cultura de inovação

Uma empresa criativa é aquela que busca fazer uma implementação sistemática. Significa, portanto, adotar uma cultura capaz de disseminar esse mindset a todos os colaboradores. Em vez de os departamentos trabalharem praticamente isolados, a interação e integração entre eles é um excelente meio de se obter uma cultura de inovação e criatividade.

4 – Crie grupos de inovação

Visto que falamos há pouco sobre a implementação de uma cultura da inovação, a criação de grupos pode agilizar bastante a disseminação desse mindset. A ideia é não só colocar as sugestões em prática, mas também recompensar os colaboradores que se destacarem nesse sentido.

5 – Aprenda a escutar

Gestores acostumados em tomar decisões sem consultar o time tendem a ter maior dificuldade de escutar. No entanto, saber a opinião dos colaboradores é de grande importância, até mesmo na hora de tomar decisões mais acertadas. O mercado está bastante dinâmico, sendo que, em alguns casos, o colaborador está ainda mais atualizado do que o próprio gestor.

6 – Não julgue

Aproveitando que falamos sobre o descarte das ideias no brainstorm, vamos agora falar o quão é primordial não julgá-las. Sempre que alguém sugerir algo aparentemente inviável ou até irreal, deve-se evitar ao máximo os julgamentos antecipados, pois isso pode desencorajar o colaborador a contribuir em outras situações. Em diversas ocasiões, uma ideia antes absurda acabou se tornando algo rentável ao negócio, após melhorias e ajustes na sugestão original.

7 – Construa um espaço criativo

Esta dica envolve a construção de um ambiente específico na empresa para o florescimento de novas ideias. Nele, é possível colocar, por exemplo, livros e outros materiais que possam instigar os colaboradores a inovar e serem cada vez mais criativos. Esse ambiente deve contrastar com a formalidade inerente nos escritórios empresariais, em geral, sendo, portanto, o mais leve e descontraído possível.

8 – Trate o erro como aprendizado

Além daquela ideia abortada no brainstorm, existe também a possibilidade de uma ideia ter sido levada para frente e não ter dado resultado. Quando isso acontece, não se deve lidar de forma negativa com isso, sendo fundamental extrair algum aprendizado dessa experiência. Como já falamos, ideias lucrativas ao negócio podem surgir por meio de tentativa e erro.

9 – Mantenha os colaboradores atentos às tendências

Os gestores devem também orientar os colaboradores quanto às tendências do mercado. Tudo aquilo que pode gerar valor e converter em rentabilidade ao negócio precisa ser incorporado, de modo a promover crescimento e obtenção ou aprimoramento dos diferenciais competitivos.

Na prática, o profissional deve, na medida do possível, buscar informações em diversos canais, tanto online como offline. Somente assim a sua mente não ficará tão presa ao expediente de trabalho, de modo a desenvolver uma mentalidade cada vez mais aberta à inovação e criatividade.

10 – Recompense a criatividade

Quando o colaborador é recompensado de alguma forma em função do seu esforço, isso tende a incentivá-lo. Nesse sentido, os gestores podem pensar em meios de fazer isso, que pode ser, por exemplo, reconhecimento perante o time ou, até mesmo, incentivos em dinheiro.

A equipe pode, ainda, receber metas referentes a tornar algum processo na empresa menos burocrático e mais eficiente. Aquele que conseguir implementar melhor a sua ideia será recompensado, e a sua contribuição terá chances reais de ser aplicada em maior escala na companhia.

11 – Incentive a comunicação entre os profissionais

A comunicação é a principal habilidade social do ser humano. Se ela não for boa, será impossível que a pessoa expresse sentimentos ou transmita conhecimentos, por exemplo. Trazendo para a realidade empresarial, mesmo em um escritório físico, é possível que os colaboradores não se comuniquem, nem interajam.

Nesse cenário, fica bastante difícil promover um ambiente propício à criatividade. Não obstante, quando o trabalho é remoto, esse problema tende a se acentuar. Uma das formas de contornar isso é tentando promover um ambiente um pouco mais distraído, mas sem quebrar a seriedade do trabalho. Dessa maneira, torna-se maior a chance de haver bons brainstorms na equipe.

Principais vantagens de estimular a criatividade na empresa

As dicas apresentadas até aqui já dão uma ideia aproximada dos impactos que o negócio pode obter. Dentre os principais benefícios de uma cultura criativa no ambiente de trabalho, podemos citar:

  • motivação dos colaboradores, de modo a promover a retenção dos principais talentos da empresa;
  • aumento de competitividade;
  • maior produtividade do colaborador;
  • maior eficiência e menos entraves nos processos;
  • melhora da comunicação interpessoal;
  • melhoria de qualidade no produto e no atendimento ao cliente.

Saber como estimular a criatividade no ambiente de trabalho impacta o negócio de diversas formas. Quanto mais curiosos e inovadores forem os colaboradores, mais a empresa tende a ganhar, de modo a tornar os processos internos mais eficientes. Trata-se, portanto, de uma cultura a ser adotada e disseminada corretamente entre todos em uma companhia.

Gostou do artigo e deseja receber outros conteúdos como este em seu e-mail? Então assine a nossa newsletter agora mesmo!

Share This
×

Powered by WhatsApp Chat

×