Como e por que a gestão feminina avança? Líderes da área te explicam

Março é o Mês da Mulher. As comemorações, que iniciam no 08/03, se estendem mês afora, e não sem motivo: a contribuição feminina para os mais variados postos de nossa sociedade é imensurável.

Elas são destaque no mercado de trabalho, na educação, no contexto social, na política e em tantas outras áreas. Na tecnologia não é diferente: apesar da discrepância entre homens e mulheres neste setor, que atualmente tem somente 25% delas em cargos de gestão, segundo pesquisas da Microsoft e ATN, as profissionais vêm galgando cada vez mais espaços, e isso se dá por skills que as dão destaque em muitos aspectos, como a multidisciplinaridade, a sensibilidade mesmo em circunstâncias adversas, a capacidade de trabalhar bem sob pressão, o olho clínico aos detalhes, a junção de força e delicadeza, entre tantas outras características.

Para falar sobre o universo feminino em paralelo ao mercado de trabalho, o equilíbrio profissional/pessoal e todos os pratos que só elas conseguem equilibrar com maestria, faremos um podcast no dia 17/03, às 18h, contando com duas protagonistas de suas áreas de atuação:

Tatiana Godoi, Vice-Presidente de Recursos Humanos da Kerry para a América Latina. Executiva com experiência em coordenação de equipes e gestão orientada a pessoas e resultados, além de escolada nas artes de ser mãe e esposa, ela é exemplo de competência quando se trata de comandar equipes, gerir indivíduos e adaptar empresas, projetos e culturas nos mais diversos segmentos, já que sua carreira traz atuações que vão da indústria alimentícia à metal-mecânica, entre outros ramos. Sem falar na vivência internacional, que já rendeu passagens por São Paulo, EUA, Europa e Ásia.

Patrícia Corso, Gestora de Recursos Humanos da Qualitor, que há mais de nove anos atua em projetos focados em nosso insumo máximo: as pessoas. Focada na carreira, sem deixar de lado a vida familiar, aplicou seus diferenciais de comprometimento, dedicação, foco e coragem a um currículo que traz, ainda, vivências em empresas da área de saúde, assessoria empresarial e psicologia organizacional. Com alta capacidade de enfrentamento de desafios, já viveu alguns deles na vida profissional e no campo pessoal, incluindo momentos em que ambos os campos se cruzaram para dar ainda mais força a sua trajetória.

As duas são convidadas do podcast “Liderança Feminina: Desafios, Diferenciais e Tendências Futuras“, que também contará com a participação de Donald ReisDiretor de Negócios da Qualitor.
A mediação ficará por conta da jornalista Gláucia Civa KirchCEO da Aceká Marketing Digital.

Para ouvir o podcast, siga nosso canal no Spotify.

Não perca!

Se o mês é das mulheres, nada mais adequado do que falar de flores. Afinal, são a essência da feminilidade, mesclam força e delicadeza, assim como as homenageadas!

Mas você sabia que as flores podem ser usadas para muito além da decoração? Além de haver muitas opções comestíveis, há também chás, como o de botão seco de hibisco, que pode ser infundido em água fervente e tomado para melhorar a função diurética do organismo.

O mesmo hibisco pode ser misturado ao suco de laranja ou limão, a chás com gengibre e canela, sempre sem açúcar. Tudo com propriedades terapêuticas grandiosas, que vão do efeito calmante àquele impulso no emagrecimento.

Outra flor muito útil é o jasmin. Misture uma colher de sopa das pétalas com uma xícara de chá verde e beba duas xícaras por dia, beneficiando-se de atributos como aumento da energia, proteção à saúde do coração e prevenção contra diabetes tipo 2

  • Facebook
  • Twitter
  • Google+
  • LinkedIn

Nem só de sabores se alimenta a saúde, mas também de bons odores. A aromaterapia tem crescido em uso no mundo todo, especialmente no último ano – e uma grande razão disso é a pandemia da Covid-19, que aumentou o nível de ansiedade e stress, levando as pessoas a buscarem alternativas para aliviar estes sintomas.

Pois os aromas são grandes aliados neste processo. É possível utilizá-los em essências, pó, óleos ou incensos, utilizando travesseiros recheados de ervas, bouquets, exaladores ou aromatizadores.

Confira o poder de alguns aromas: o alecrim, para melhorar o humor, a canela, para estimular a atenção, a camomila, para acalmar tensões nervosas e insônia, o eucalipto, para melhorar a respiração, o gengibre, para dar um gás a quem vai estudar ou trabalhar por longos períodos, e a lavanda, para minimizar sintomas de indigestão, fortalecer o sistema imunológico e dar mais defesas ao corpo.

  • Facebook
  • Twitter
  • Google+
  • LinkedIn

Complexa e ambígua. Se você não admitir que sua empresa podeser assim, estará fora de um dos conceitos mais denotados na realidade atual, eque, ao contrário do que parece, não é negativo. 

Em Sensemaking in Organizations: 3, o autor Karl E. Weick aborda estas duas características como inerentes às organizações globais,e enfatiza o processo de “criação de sentido” como essencial para moldar aestrutura organizacional e a cultura das empresas, em um modelo voltado ao alcancede foco, resultados e objetividade como conquistas contínuas. 

Share This
×