Com novas Regras do SAC, Bots ganham destaque no Atendimento

Atendimento 24×7multicanal, sempre operante e respaldado pela lei em todas as suas variações. Não é um sonho, é realidade no Brasil desde o dia 05 de abril, quando a presidência da República assinou o decreto nº 11034, que regulamenta a lei nº 8078, focada em diretrizes e normas sobre o Serviço de Atendimento ao Consumidor (SAC) de serviços regulados (como telefonia, luz, água, entre outros).
 
O decreto não faz um detalhamento específico sobre o atendimento digital, mas, uma vez que desobriga o atendimento humano em 24hx7 e regulamenta poder atender fora dos horários comerciais, os bots despontam como uma possibilidade ainda mais destacada do que já vêm sendo para o mercado há algum tempo.
 
Agora, as empresas não estão mais obrigadas a ter atendimento telefônico humano 24h por dia: o prazo obrigatório desta modalidade mudou para 8 horas. Isso pode corresponder ao horário comercial, e, fora dele, as marcas podem delegar esta tarefa tão importante para a jornada do consumidor aos bots, que podem também assumir o atendimento nos finais de semana e feriados, trazendo benefícios mútuos: mais folga para os atendentes, menos custo para as companhias.
 
E como os bots não têm restrição de quantidade de pessoas a serem atendidas simultaneamente, há também outro ganho, que é o de agilidade: muito mais clientes atendidos ao mesmo tempo, reduzindo filas de espera e aumentando o poder de relacionamento e de solução de dúvidas e problemas pelas marcas junto a seus públicos.
 
Claro que um bot não é um ser humano e tem lá suas limitações. Mas a evolução da lei permite que, toda vez que contatar uma empresa, o cliente seja atendido, e é muito possível que tenha suas demandas solucionadas, afinal, o avanço da inteligência artificial permite aos bots realizarem ações das mais diversas. Assim, este canal sobe um novo e importante degrau rumo às opções mais eficazes no momento de fazer a ponte entre a necessidade do público e o fornecimento da resposta ou da solução pela empresa contatada.
 
Some-se a isso o fato de que, já há bastante tempo, a jornada do consumidor vem migrando para o ambiente virtual. É lá que ele busca produtos, serviços e marcas, se informa sobre características, preços e outros itens, busca opiniões para referenciar suas compras, dá feedback às empresas junto às quais consumiu. Natural que seja também lá que ele busque atendimento. Para um consumidor adepto do digital, atendimento digital – por que não?
 
Um ponto importante que o decreto preserva é a questão da proteção de dados. Ou seja: seja no atendimento humano, seja pelo bot, a LGPD e todas as implicações em relação à segurança das informações precisam ser preservadas. Por isso, é importante que, antes de se lançarem ao atendimento via bot, as empresas tenham muito claro esta obrigação e, principalmente, ferramentas que as permitam cumpri-la.

Qualitor oferece, em sua plataforma de gestão de atendimento, serviços e processos de negócio, um recurso de atendimento via bot. Passível de integração a serviços como apps de mensageria, websites e outros, o chatbot do Qualitor permite às empresas estarem sempre ON, mantendo atendimento prático, ágil, eficaz e alinhado à LGPD a qualquer momento.
 
decreto nº 11034 é uma evolução para o SAC. E os bots são uma evolução para o atendimento. Vale a pena se aprofundar e aproveitar as oportunidades de evoluir também o relacionamento com seus consumidores.

Sabia que um a cada quatro consumidores já utilizam os bots em contatos de atendimento, e que 69% deles estão muito satisfeitos com esta interação?
 
Os dados são de uma pesquisa da MarketsandMarkets, e também indicam que as pessoas têm utilizado este tipo de atendimento com mais frequência em serviços bancários e do varejo online.
 
Com base nas respostas, o estudo mostra, ainda, que o mercado de chatbots deverá crescer 30% ao ano até 2024.

Não é porque a Páscoa tem seus tradicionais exageros em pratos como chocolate, que a culinária saudável deve ficar de fora! Que tal investir em uma bela salada para acompanhar o almoço de domingo? Separamos uma receita fácil que vai valorizar sua mesa.
 
Você vai precisar de 200 gramas de grão de bico cozido, 70 gramas de ervilha cozida, 1 cenoura ralada, 10 tomates cereja, 3 colheres de sopa de azeite, sal, pimenta do reito e cebolinha picada.
 
Em uma travessa, misture todos os ingredientes e salpique com a cebolinha. Decore a seu gosto e sirva fresquinha.

E já que o tema deste fim de semana é Páscoa, vamos a mais uma dica: nada de jogar fora as sobras do almoço do domingo. O bacalhau, por exemplo, pode muito bem se tornar um bolinho para o lanche ou mesmo o jantar da segunda-feira.
 
Basta pegar 300 gramas de sobras de bacalhau desfiadas, 3 batatas cozidas e amassadas, 1 colher de sopa de salsa picadinha, sal e pimenta-do-reino a gosto, 1 ovo e óleo para fritar.
 
Misture a batata com o bacalhau, o cheiro-verde, o ovo, o sal e a pimenta. Molde os bolinhos do tamanho de uma bola de ping-pong e frite em óleo bem quente. Prontinho, só servir!

12 regras para a vida: Um antídoto para o caos
 
Um equilíbrio entre responsabilidade individual e sabedoria ancestral. Este é um dos principais motes desta obra, escrita por Jordan Peterson, psicólogo famoso por suas palestras sobre mistérios e maneiras de viver.

Nesta obra, ele trabalha com doze princípios que considera imprescindíveis para uma vida com significado, e traz exemplos de sua própria vida e prática profissional.

Share This
×