benefícios do scrum

Veja 5 benefícios do Scrum para sua empresa!

Os métodos ágeis têm sido usados amplamente fora do desenvolvimento de software porque se mostraram bastante efetivos na gestão de projetos, gerando mais engajamento no time e melhorando a satisfação dos clientes. Neste texto, vamos falar sobre os benefícios do Scrum, uma das metodologias ágeis mais conhecidas e usadas.

Você entenderá o que é e para que serve esse método ágil, além de conhecer 5 das principais vantagens do Scrum. Por fim, vamos mostrar o que é preciso para implementá-lo na empresa e obter excelentes resultados. Continue a leitura e fique por dentro do tema!

O que é e para que serve o Scrum?

O Scrum é uma metodologia ágil responsável por lidar com projetos complexos. Foi criado por Jeff Sutherland e Ken Schwaber, após ser feita uma adaptação nos processos da indústria automobilística para o desenvolvimento de software. Na ocasião, foi percebido, em uma fábrica da Toyota, que as equipes eram mais eficientes quando pequenas e multidisciplinares.

Dada a definição e o contexto, o Scrum serve para aumentar a agilidade nas atividades de um projeto, de modo a fazer entregas contínuas com alto valor agregado. Por ser uma metodologia que lida com incertezas de escopo de projeto, o fato de a empresa se reunir frequentemente com os clientes faz com que eles tenham uma noção exata do andamento das atividades, o que contribui no aumento do nível de confiança e da qualidade do produto final.

Quais são os principais benefícios do Scrum?

Empresas dos mais variados segmentos estão aplicando a transformação digital em seus processos. Nesse sentido, o Scrum surge como um meio de proporcionar uma aceleração ainda maior em termos de inovação tecnológica. Acompanhe as informações a seguir e veja os 5 principais benefícios desse método ágil!

1. Agilidade nas entregas

Em vez de entregar um produto ou uma solução ao cliente, são entregues vários “pedaços”, que também são conhecidos por sprints. Embora pareça algo não ágil em um primeiro momento, essa divisão de um grande projeto em partes menores tende não só a diminuir o tempo total gasto, como elevar a satisfação do cliente ao final de tudo.

2. Mais colaboração

A colaboração que o Scrum promove ocorre do time para com os clientes e entre os colaboradores. Essa cooperação gera o compartilhamento de conhecimentos e experiências, de modo a reduzir as incertezas do projeto ao longo do tempo. A equipe, portanto, trabalha com mais coesão e com melhor alinhamento de objetivos.

3. Melhoria contínua

Melhorar continuamente é identificar as falhas e corrigi-las sempre que necessário. Além disso, é não deixar que os erros se acumulem, gerando problemas futuros ainda maiores e mais caros. O Scrum atua exatamente promovendo essa conscientização no time, de modo a sempre agregar alto valor nos sprints entregues aos clientes.

4. Adaptabilidade

Sendo um método ágil, o Scrum não tem muita preocupação em relação à documentação de projetos. Mudanças de escopo podem acontecer, exigindo que o time esteja preparado para fazer as adaptações necessárias. Em vez de documentos, é feito um levantamento junto ao cliente, de modo a saber quais requisitos e regras de negócio serão implementados ao produto ou serviço em questão.

5. Redução de custos

Ao longo da execução de um projeto, são usados insumos e tempo, que podem ser quantificados em termos de custos a uma empresa. Quando se adota o Scrum, há uma tendência em otimizar o trabalho, gerando mais produtividade, eficiência, satisfação do cliente e economia de recursos.

Como é possível aplicar o Scrum na empresa?

Vamos falar sobre os três componentes do Scrum. Sem eles, não é possível implementar essa metodologia ágil, visto que existe uma relação de interdependência.

Nesse sentido, é preciso que a empresa designe um profissional para se reunir com o cliente, inicialmente para o levantamento de requisitos e, posteriormente, para a entrega de sprints e o recebimento de feedbacks. Da mesma forma, é preciso ter alguém responsável pela ligação entre o cliente e a equipe, de modo a fazer o trabalho de gestão do projeto.

Product Owner

O profissional que vai se reunir com o cliente é justamente o Product Owner. Seu papel é levantar os requisitos e as regras de negócio do projeto, de modo a inserir todas as informações em um repositório chamado de Product Backlog.

Além disso, é papel do Product Owner determinar os níveis de prioridade de cada história de usuário, nome dado às tarefas que serão futuramente desenvolvidas nos sprints.

Vale salientar que, como existem incertezas de projeto, algumas histórias de usuários podem ser descartadas ou alteradas. De certa forma, o Product Backlog pode ser entendido como um brainstorming feito pelo Product Owner, visto que refinamentos e aprimoramentos serão implementados durante os sprints.

Scrum Master

A função do Scrum Master é informar à equipe sobre os sprints que serão realizados — geralmente, o tempo de entrega varia de duas a quatro semanas. Seu trabalho é fortemente gerencial e motivador, visto que esse profissional precisa mitigar todos os entraves que podem prejudicar a fluidez de um sprint.

Dev Team

Por fim, o Dev Team ou Team Scrum é a equipe que fará o trabalho acontecer. Recomenda-se fortemente que haja uma pluralidade de conhecimentos e experiências, pois isso ajudará não só no cumprimento dos sprints, mas também na geração de valor e na adaptabilidade dos requisitos do projeto.

Vale destacar que esse time deve ser composto por um número pequeno de pessoas, pois a produtividade tende a ser maior.

Quais são as práticas a serem adotadas no Scrum?

Além de precisar dos três componentes que citamos, o Scrum, para acontecer, precisa das seguintes práticas:

  • Sprint Backlog — as tarefas que serão atribuídas ao Dev Team durante as próximas semanas;
  • Sprint Review — revisão feita após o término do sprint, de modo a comparar os resultados obtidos com o planejamento estratégico;
  • reunião — feita diariamente, comandada pelo Scrum Master. Recomenda-se que ela seja de 15 minutos, trazendo os pontos positivos e negativos da execução do sprint.

Os benefícios do Scrum citados neste texto permitem que a gestão de um projeto seja capaz de criar um produto ou serviço com alto valor agregado. Dessa forma, a satisfação dos clientes passa a ser maior, possibilitando que essa empresa tenha o seu lugar firmado no mercado — em função do diferencial competitivo gerado pelo uso dessa metodologia ágil.

Quer ficar por dentro de outros conteúdos sobre metodologias ágeis e transformação digital? Assine a nossa newsletter e receba, no seu e-mail, nossos materiais!

Share This
×